quinta-feira, 4 de abril de 2019

a reforma da previdencia só deveria atingir politicos militares e magistrados

LOA – PLN 27/2018) para 2019 prevê R$ 13,7 bilhões para emendas parlamentares impositivas. Desse total, R$ 9,2 bilhões vão para emendas individuais (de deputados e senadores) e R$ 4,5 bilhões para as de bancadas estaduais.
Uma câmara de deputados federais e um senado, 27 assembléias legislativas e 5.564 câmaras de vereadores. Custo total: mais de R$ 20 bilhões por ano! O equivalente ao orçamento anual do programa Bolsa Família (R$ 22,1 bilhões), que beneficia 13,9 milhões de famílias.
Até o meio do ano, o Senado contava com 71 ex-senadores aposentados, mas 10 deles estavam em exercício do mandato. Todo ano, são gastos R$ 164 milhões com estas aposentadorias.
O gasto estimado em 2015 com pensões e aposentadorias de militares foi de quase R$ 4 bilhões. O rombo é de R$ 11 bilhões e o resultado deve permanecer negativo por 75 anos, de acordo com a Pasta.

O gasto com juizes eu não consegui encontrar mas tem essa materia aqui https://www.gazetadopovo.com.br/.../juizes-aposentados.../

https://oglobo.globo.com/.../militares-respondem-por...
Os militares respondem por quase metade do déficit da previdência da União. Cálculos feitos pelo ex-secretário da previdência e consultor de Orçamento da Câmara dos Deputados Leonardo Rolim mostram que, em 2015, o déficit dos militares era de R$ 32,5 bilhões, ou 44,8% do rombo de R$ 72,5 bilhões da previdência da União, enquanto o déficit dos civis era de R$ 40 bilhões. O número de militares no país — na ativa, na reserva e já reformados — é de 662 mil ou 43% do total de 1,536 milhão de servidores.

Cara o estado sabe ferir funciona bem na maioria do mundo anarcoliberarislmo e qualquer coisa anti estatista é pensamento fraco.

A reforma da previdencia deveria ser somente para militares parlamentares e judiciario. Fim do auxilio ex presidente.

sexta-feira, 22 de março de 2019

sábado, 9 de março de 2019

Da falha da leitura e da escrita no enem, culpas.

Mas é verdade que os jovens leem menos. e isso é culpa principalmente da família. Antigamente na geração dos nossos avós (minha avó nasceu em 1931) , livros eram bens respeitados e os pais liam e incentivavam seus filhos (quando estes pais eram alfabetizados), porem com o aumento dos alfabetizados o numero de famílias leitoras diminuiu. O acesso a televisão levou a muitas famílias e não incentivarem a leitura. O fato é que os filhos leem mais se os pais ensinarem ao amor a leitura. Mas Aquela contraparte familiar de acompanhar nos deveres de casa, d e incentivar o aprendizado, de dar o exemplo não tem sido feita. O fato é que os país muitas vezes usam as escolas como depósitos das crianças. Que se houver a mudança pro turno integral passarão 10 horas por dia na escola e 8 horas dormindo e menos de 6 horas por dia com os pais.
Mais que isso, muitos pais nessas 6 horas diárias com seus filhos preferem evitar conflitos, ficando anestesiados na frente da televisão e sem cobrar a contraparte de estudos de seus filhos, que ficam alienados no celular ou nas redes sociais.

Além disso existe a discrepância do tratamento aos professores. Em gerações passadas o professor era respeitado pela comunidade, pelos alunos e pelos pais. Atualmente esses pais que não se impõem, deixam os filhos acreditando que as crianças são a figura de poder na relação. Os professores se tornam o primeiro adulto a criar limites a essas crianças. Que quando confrontadas a isso clamam a seus pais, que em muitos casos atacam e agridem professores, isso quando as próprias crianças e adolescentes não partem eles próprios pra agredir fisicamente os professores.
O aprendizado no geral não é visto como o objetivo da educação nem pelos pais nem pelos filhos nem mesmo pela comunidade. O que se deseja é o valor numérico no boletim.
quando o jovem não atinge as expectativas de nota, o problema sempre é jogado sobre os professores e nunca sobre a contraparte do aluno que é a de buscar o aprendizado e o conhecimento.
Então sim a culpa é da sociedade que permite que gestores coloquem 30 alunos em sala de aula ( quando o ministro da educação chega a falar em 60) que inclui sem dar ferramentas alunos com deficiência em sala de aula (como educar crianças surdas sem um interprete, ou crianças com deficiências como autistas ou outras sem um especialista acompanhando o processo).
mais que isso, crianças de 11 e adolescentes de 15 anos em uma tentativa de encontrar atenção ou seu lugar no espaço se cortam em escolas de todo o país, enquanto isso escolas não possuem atendimento pscicológico para que essas crianças possam ter uma ajuda, e cabe aos professores fazerem o que podem para tentar ajudar e muitas outras vezes perder alunos para a morte.
A realidade da gestão escolar depende da ação da sociedade. Mas a sociedade procura culpar os professores ao inves de assumir sua responsabilidade.

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Eu vejo posts sobre empatia aqui na internet.
E muitas dessas pessoas que postam isso passam por ti na rua nem te cumprimenta, não dão bom dia. nem um como vai você.
Agem como se tu fosse invisível.
Nos raros momentos em que te cumprimentam (talvez por ter outras pessoas que te conhecem próximos) são completamente indiferentes a sua pessoa, como se vc fosse um bibelô ou um elemento de decoração.
Serio. Empatia é se importar com as pessoas, então significa que você tem ao menos de dar um pouco de atenção conversar e criar laços com os outros seres humaninhos do mundo. não apenas aqueles que você se aproxima por algum tipo de interesse.
Precisamos de um mundo com pessoas menos centradas no próprio umbigo, que demonstrem carinho e afetividade com todas as pessoas. Jesus, Buda, Dalai lama, entre tantas outras figuras vieram ao mundo pra ensinar que amor ao próximo é fundamental. e amor é o oposto a indiferença. quem ama se preocupa e tem interesse nas pessoas.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Hoje eu me decepcionei mais um pouco com um colega professor. Ele, como muitos, fez um post criado de conhecimento comum. Não importa o que tenha sido, ele não estabeleceu links de conhecimentos que ele obteve na faculdade, ele apenas criou um frase aleatória baseada no pensamento comum do dia a dia. O conhecimento comum é em suma medíocre.
No site significados.com.br ”‘Medíocre significa estar na média entre dois termos de comparação: entre o bom e o mau, entre o pequeno e o grande, etc. É um termo derivado de mediano, médio. No entanto, a generalização do termo adquiriu conotação negativa, muitas vezes empregada como insulto. O adjetivo medíocre é normalmente utilizado para qualificar aquilo que está abaixo da média, que possui pouco valor, pouca qualidade, algo ordinário e insignificante. Ser medíocre significa não ter qualidades ou habilidades suficientes para se destacar naquilo que se propõe a fazer, seja na vida pessoal ou profissional. Uma pessoa medíocre é vulgar, tem poucas qualidades e fraco sentido crítico; é uma pessoa pobre do ponto de vista intelectual.Mediocridade é a condição do que é medíocre. Revela a ausência de mérito, excelência e talento.”
A questão é que como professores somos exemplos para cada um de nossos alunos, Paulo Freire dizia que um professor educa pelo exemplo, e o que dizemos nas redes sociais é um exemplo de nossas crenças e tambem de se refletimos ou não. E as pessoas que leem os nossos posts, sejam elas nossas alunas ou não percebem nisso um padrão da pessoa que somos, dos valores que temos.
Então quando um professor emite uma frase sobre algo, ele deve pensar que esse algo pode ou não ter pesquisas sobre e deve ao menos se informar sobre o assunto, para não dizer besteira.
É preferivel ficar calado do que emitir frases que sejam de concordancia geral mas que estejam muito longe da verdade. Por mil anos pessoas acreditavam que a terra era plana era conhecimento comum, todos acreditavam nisso estava certo? Obviamente que não.
Somos professores, podemos brincar fazer piada, emitir frases e opiniões sobre gosto pessoal, zoar e brincar com quem tem gostos diferentes, mas tambem devemos ler, pesquisar e continuar nos aperfeiçoando, em multiplos conhecimentos e não apenas no da nossa area por que isso serve de exemplo aos nossos alunos.